Oficina organiza Arranjo Produtivo Cacau-Chocolate-Turismo

apt8

No dia 14 de julho foi realizada, durante todo o dia, nas Relações Públicas da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira – CEPLAC, a segunda Oficina de Organização e Gestão do Arranjo Produtivo do Cacau, Chocolate e Turismo, que contou com a orientação de Paulo Cesar Arns e participação de quarenta atores e atoras do Território Litoral Sul.

Essa Oficina foi uma iniciativa do   Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano – IADH e o Grupo Gestor Executivo (GGE) do Colegiado Litoral Sul Bahia, com apoio do NEDET- Núcleo de Extensão em Desenvolvimento Territorial do IF Baiano  e da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) do Governo do Estado da Bahia.

De acordo com Paulo Cesar Arns, responsável pela Metodologia de Arranjo Produtivo Territorial – APT, essa atividade tem por alvo discutir o arranjo organizacional da governança para a consolidação da estratégia produtiva, delineamento da agenda e controle como instrumentos de gestão.

A partir desse objetivo, o Arranjo Produtivo Territorial – APT, foi caracterizado como sendo “um modelo organizativo de redes de agricultores, empresas e instituições contextualizadas em um determinado Território” com o intuito de alcançar vantagens competitivas, maior qualidade na geração de produtos ou prestação de serviços.

Ficou claro, durante a discussão que a estratégia do APT serve a todos pois, por meio da consolidação de alianças e projetos estratégicos, é possível dinamizar os sistemas produtivos com vistas à sustentabilidade, criar novas tecnologias, acessar mercados, agregar valor ao produto e desenvolver uma forte governança entre os envolvidos no Arranjo.

Após a consecução de alianças produtivas, ficaram estabelecidos quatro projetos para a consolidação do APT, a saber, o Projeto do Centro Público de Economia Solidária – CESOL, com o fomento à associações de Economia Solidária dos pequenos produtores, o Projeto Central e de Incubação, para a melhoria da eficácia na gestão e da qualidade nos produto dos empreendimentos do setor cacau-chocolate e, por fim, o projeto de Turismo, com a finalidade de melhorar e consolidar as principais rotas de turismo regionais de temática econômico cultural.

Os envolvidos se reunirão em intervalo apropriado do 8º Festival Internacional do Chocolate e Cacau, evento a ser realizado no Centro de Convenções de Ilhéus nos dias 21 a 24 de julho, para maior delineamento dos Projetos a fim de garantir sua execução.

Nessa mesma oportunidade, a Câmara de Turismo do Território Litoral Sul foi integrada à Câmara de Cacau/Chocolate e a representante da COOPERCENTROSUL/CENTRAFESOL Angélica Anunciação foi reconhecida coordenadora, lhe cabendo o acompanhamento dessas atividades.


Comentários